undefined
arrow_drop_down
arrow_drop_down
PRECISAMOS ARDENTEMENTE DE MINISTÉRIOS VIVOS

PRECISAMOS ARDENTEMENTE DE MINISTÉRIOS VIVOS

“Quanto mais poderiam fazer no ministério uns poucos homens bons e fervorosos do que uma multidão de homens mornos” (Oecolampadius – reformador suíço)

Ao ler esta frase me pergunto o que significa realmente ser um ministro do Evangelho? Temos tido grande multiplicação desta classe de pessoas em nosso meio. Homens e mulheres preocupados com dogmas, doutrinas humanas, enchendo nossos ouvidos com novidades teológicas, morbidez e um formalismo que tem causado absurda frieza espiritual. Sabemos que este tipo de ministro tem feito murchar os pequenos brotos a sua volta. Encontramos em nossas “fileiras” todo tipo de ouvintes. Aqueles, que com curiosidade se apresentam ao soar do primeiro chamado, descobrindo em poucas horas que não precisam aprimorar seu potencial já tão valioso. Aqueles que estão engajados na luta, até que um sopro de dificuldades o arraste para longe do propósito. Aqueles que estão buscando em nossos encontros um novo fôlego, novas respostas para seu chamado e vocação. Ou ainda, aqueles que mesmo possuindo um preparo cognitivo e intelectual avançados, se sentem honrados por serem discípulos de homens e mulheres comuns, dotados não apenas de sabedoria humana, mas de experiências com Deus.

Quando a Igreja de Cristo se voltar a exemplo da Igreja Primitiva, andando sobre as pegadas daqueles que fizeram diferença e marcaram sua geração, então seremos vistos como ministros responsáveis, obedientes a Cristo, cujo relacionamento com as vidas a quem queremos salvar é genuíno e vai além de mentes bem instruídas ou teologicamente superiores, mas, que são conhecidos por sua espiritualidade, zelo, fé e amor. Estamos à procura de úteros sadios, que estejam prontos a gerar vidas para Deus, que estejam com suas mentes e corações voltados para as almas que ainda estão perdidas, que sejam incansáveis na propagação do Evangelho da Reconciliação e mergulhados no desejo de cumprir a ordem do Mestre. DESAFIADOS A AVANÇAR. A PROCURA DE MINISTÉRIOS VIVOS.

SUA SERVA EM CRISTO - Edla Maria de Souza Caminha