“E naquele dia contentes ofereceram grandes sacrifícios, pois Deus lhes enchera de grande alegria. As mulheres e as crianças também se alegravam, e os sons da alegria de Jerusalém podiam ser ouvidos de longe.” Neemias 12:43

Todos temos lido e ouvido acerca da grande obra que Deus realizou através da liderança de Neemias. O povo viu um milagre acontecendo em 52 dias: a reconstrução dos muros de Jerusalém que estivera em ruínas por quase 160 anos. O povo se uniu para trabalhar, enfrentaram o desânimo, os deboches que vinham da parte opositora, não dormiam nem de dia nem de noite para ver a obra se concretizando, mas chegara o momento da celebração pela vitória.

O que é interessante é que no capítulo 12 de Neemias diz que a responsabilidade daquele povo era reconquistar o local que lhes pertencia. No capítulo 11 diz que todos trabalhavam, os sacerdotes ensinavam, os levitas louvavam e serviam no templo e fora dele, os vigias guardavam, os porteiros estavam em prontidão e um grande coral saía pelos muros celebrando com ação de graças. Na verdade, nos ensina que a Obra de Deus é uma ação conjunta de um povo que ama ao Senhor e não pode ser feita apenas por alguns, mas por todos os que amam de verdade a Causa de Deus. Na obra de Deus ninguém pode ficar parado, mas deve ser movido por um sentimento de verdadeiros servos, que com prazer sirvam.

Na última 4ª feira citei uma frase que ouvi em um congresso: “Quem não serve… Não serve”, é exatamente isso, na Obra de Deus só servem os que são servos para servir. A nossa responsabilidade com a Obra, gera prontidão para doarmos o que somos e temos. O prazer será sempre contribuirmos para que haja o crescimento, o sustento da Obra do Senhor e alegria haverá quando nossa resposta for como a do povo que se envolveu para ver acontecer, e, quando isso aconteceu, ao longe se ouvia a alegria da multidão.

Quero convidar você a vislumbrar pela fé o que Deus fará através de nossos atos responsáveis e como servos. Não tenho dúvidas de que um povo que se envolve com a fidelidade ao Senhor, buscando em primeiro lugar o Reino, é feliz, é reconhecido e celebra porque é honrado por Àquele que tem a honra.

Seja hoje um voluntário para o trabalho, acredite que Deus lhe quer usar independente de suas condições. Se Deus lhe chamou para louvar…louve. Se Deus lhe chamou para ensinar, ensine. Se é ser um recepcionista faça com alegria e simpatia. Se é para ajudar como um cuidador, visitador, cozinheiro, discipulador não importa o que seja, faça da sua vida um instrumento que somente glorifique.

Vamos avançar… Esse é o tempo. Não temos tempo a perder.

Seu pastor Carlos Henrique

pt_BRPortuguês do Brasil
en_USEnglish pt_BRPortuguês do Brasil